segunda-feira, 12 de setembro de 2011

EM DEUS, TUDO ACABA EM PIZZA?


Sermão que eu preguei no último Radical, dia 10 de setembro de 2011

 
Em Deus, tudo acaba em pizza?
Gálatas 6.7-9

Introdução

Pessoas diante de uma mesa saboreando uma boa pizza! Esse é o melhor comparativo para as diversas situações da vida. Em nossa sociedade tudo acaba em pizza! Não importa a situação, não importa o que se faça, no final das contas tudo vai terminar em pizza. Essa expressão “Acabar em pizza” tem sido usada para se referir a impunidade e a falta de justiça. Pessoas aprontam, e nada acontece. Nós chagamos até a pensar que não existem mais conseqüências para as coisas que fazemos.

Nessa noite eu gostaria de citar alguns casos notórios em nossa sociedade, que acabaram em pizza.

“Poupança é coisa sagrada”-Fernando Collor, ex-presidente da Republica.

(32º presidente do Brasil, Fernando Collor no ano de 1990, meteu a mão na poupança de milhares de brasileiros. Hoje senador e pensa em voltar a presidência do Republica).

“Estou casado a 50 anos; moro na mesma casa a 42; e estou no mesmo partido a 38: sou um animal em extinção”-Paulo Maluf, ex-governador de São Paulo.

(No ano de 2001 foi provado que Maluf tinha contas ilegais na Suíça e que possuía R$13 milhões de verbas desviadas de sua gestão em São Paulo na década de 90).

“Você nunca pode ter vergonha. Peça, peça, peça. Quem quiser, dá, quem não quiser não dá”-Edir Macedo, bispo e dono da TV Record

(No ano de 1992 foi provado que Macedo arranjou R$20 milhões de dólares, acima de seu patrimônio, e comprou a TV Record).

“O crime não compensa!”-Edson Pereira de Carvalho, juiz de futebol.

(Em 2005 descobriu-se a máfia do apito, onde resultados eram manipulados pelos juízes envolvidos. O Corinthians foi o campeão daquele ano. Se alguns resultados não tivessem sido manipulados o Internacional teria sido o campeão)

Esses são alguns casos que acabaram em pizza em nosso país. Toda essa injustiça nos leva a não mais acreditar  mais em nada. Hoje em dia, nos não acreditamos em mais nada e em mais ninguém. E na pior das circunstâncias, não acreditamos mais em conseqüências. Para muitos de nós, tudo na vida vai acabar em pizza.

Isso tudo nos leva a fazer uma pergunta: “E, em Deus, tudo acaba em pizza?”

Será que Deus não leva em conta as coisas que fazemos? Será que Deus não está “ligado” nas suas atitudes? Tem muita gente achando que em Deus não “pega nada”, “não dá nada”. É só pedir perdão, que ele perdoa...



Mas, a Bíblia diz que em Deus nada acaba em pizza!

Em Deus, nada é em vão. Um olhar, uma palavra, um pensamento... Deus leva tudo em conta.

Em Deus nada acaba em pizza...


1º Porque Deus leva a sério os votos que fazemos com ele.

Deus leva a sério todas as palavras que você diz, desde uma confissão a um palavrão. Por isso quando prometemos coisas para Deus, quando fazemos votos com ele, ele guarda essas coisas no coração. Nada do que você diz para Deus passa despercebido. Quando você diz quer ser usado, que vai abandonar o pecado, que vai se entregar mais... Quando você promete para Deus que vai dar uma quantia especial, que vai ficar sem namorar durante um tempo, Deus guarda essas coisas no coração e as leva a sério.

Tome cuidado com os votos que você fez com Deus ou com os quais você pretende fazer!

A Bíblia diz em Eclesiastes 5.4-7:

 “Quando você fizer um voto, cumpra-os sem demora, pois os tolos desagradam a Deus; cumpra o seu voto. É melhor não fazer voto do que fazer e não cumprir. Não permita que a sua boca o faça a pecar. E não diga ao mensageiro de Deus: “O meu voto foi um engano”. Por que irritar a Deus com o que você diz e deixá-lo destruir o que você realizou! Em meio a tantos sonhos absurdos e conversas inúteis, tenha temor de Deus”


Oswald Smith conta em um de seus livros a história de uma mulher na antiga União Soviética que havia feito um voto com de se entregar sua filha a obra missionária. Na verdade ela era estéril, e dizia em suas orações que se Deus lhe desse um filho, ela o entregaria a obra missionária. Passou-se muito tempo e aquela mulher engravidou. Ela deu á luz uma linda garotinha. Depois de 16 anos aquela garotinha se tornara uma moça profundamente apaixonada por Jesus e sua obra. Certo dia ela disse a sua mãe que havia tomado a decisão de se entregar a um projeto missionário que envolvia jovens de sua idade. A sua mãe ficou irada e disse: “não!”. A menina adoeceu de tristeza, e então a sua mãe lhe disse que no próximo ano ela poderia ir para o tal projeto missionário. Chagada a data a sua mãe disse mais uma vez: “não!” A menina ficou mais uma vez triste e doente e depois de um mês ela faleceu!


Analise quais são os votos que você já fez com Deus, mas que você não tem cumprido!




2ºPorque Deus leva a sério os compromissos que firmamos com ele e com os outros.

Certa vez um pai estava aconselhando sua filha que estava prestes a se casar disse a moça: “Filha, casar é como comprar sapatos, se você não gostar do sapato é só voltar na loja e trocar”.

Quando se fala de compromisso, muitos pensam como esse pai aconselhando a sua filha: se você não gostar, saia fora! Se você se comprometeu com uma igreja, mas está se sentindo cansado, saia fora. Se você se comprometeu a namorar alguém, mas não se sente mais apaixonado ou encontrou alguém mais atraente, parta para outra, pois a fila anda. Compromisso na nossa geração não em valido mais nada. Somos a geração do efêmero, onde tudo passa rápido.

No mês de julho a folha de São Paulo publicou uma matéria com o tema: “A geração descomprometida”. Uma dessas conclusões dessas matérias foi de que essa nossa geração é a mais descomprometida de toda a história. Não nos comprometemos com o trabalho, com os estudos, com as pessoas e com nenhuma instituição.

Talvez você seja alguém que tem muita dificuldade em firmar e perseverar em seus compromissos. Entenda que Deus leva a sério os compromissos que você firmou com ele e com os outros.

Quando você se compromete a servir a Deus num ministério, ele leva isso a sério e te usa de verdade. Quando você se compromete abrir mão de alguma área de sua vida, Deus leva isso a sério e te usa. Os compromissos que firmamos com Deus não acabam em pizza. Se você se comprometer a ser curado, Deus irá curá-lo.

Ontem algumas pessoas da igreja foram na comemoração dos 140 anos dos batistas no Brasil. Lá tivemos a oportunidade de ouvir a missionário Analzira Pereira do nascimento, que serviu a Cristo em Angola durante 14 anos, em meio a uma devastadora guerra civil. Ela nos contou que Deus só pode usá-la como a usou porque ela havia firmado um compromisso com ele ainda na sua juventude.

Quais são os compromissos que você precisa firmar com Deus hoje? Se batizar? Se tornar membro dessa igreja? Servir em algum ministério? Se consagrar mais?


3ºPorque Deus leva a sério as nossas ações.

O texto que nos lemos no início da mensagem diz:

 “Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear isso também ele colherá. Quem semeia para a sua carne, da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna”.

Deus está de olho em tudo o que praticamos. Ele está constantemente pesando as nossas ações. O texto que lemos á pouco, diz que alguns plantam para a carne e colhem destruição enquanto outros plantam para o Espírito e colhem a vida eterna.

Você tem plantado para a carne ou tem plantado para o Espírito?

 Se importe com as suas próprias ações. Não as avalie pelo impacto ou publicidade delas, mas sim pela sua qualidade.

Deus quer levantar uma geração que se preocupe em praticar boas obras. Obras que organizem o caos no qual o mundo se encontra.

“Os pequenos atos que se executam são melhores que todos aqueles que grandes que se planejam”- George Marshall


Conclusão
Deus é um Deus de graça, mas sua graça não exclui sua justiça. Por isso nEle, nada acaba em pizza! Deus leva em conta tudo aquilo que os homens fazem, dizem, pensam e desejam.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

ESSE EU RECOMENDO!



Se há uma história relacionada a um povo que precisa ser recontada, reformulada e Leandro Narloch escreveu o tão polêmico livro “Guia politicamente incorreto da história do Brasil”. Com passagens por grandes revistas de nosso país como Veja e Super-Interessante, o escritor curitibano, na presente obra, rasga o verbo e contesta a atual historiografia brasileira. O autor começa o livro, desconstruindo os conceitos que temos recebido desde muito cedo sobre a história da nossa nação. Ao invés de retratar os índios como moçinhos, Narloch os coloca como vilões no drama da nossa colonização. O autor também faz declarações polêmicas e surpreendentes a respeito de algumas figuras reconhecidas como heróicas pelo o nosso povo. Na presente obra, ouvimos histórias de um Zumbi dos Palmares que possuía escravos, de um Santos Dumont que não foi o pioneiro na invenção do avião e de um aleijadinho que supostamente nunca existiu. Leandro Narloch, também defende algumas máximas que irritam os mais patriotas. Feijoada e samba, são para ele, invenções européias. Os revolucionários perseguidos pela ditadura militar no nosso país, foram grandes perseguidores. O jovem escritor também não poupa comentários em relação aos grandes dramas de nosso país. Segundo o autor, a posse do Estado do Acre foi um grande “tiro no pé” e alguns dos incidentes da guerra do Paraguai não passam de uma grande falácia. Escrito numa linguagem irreverente e acessível, o livro “Guia politicamente incorreto da história do Brasil” é como disse o próprio autor, “uma tentativa de jogar tomates na atual historiografia do Brasil”. A obra de Narloch, tem apenas uma agravante. É um livro sem grandes referências bibliográficas, o que reduz e muito a confiabilidade acadêmica da narrativa. O livro é recomendado para todas as pessoas que possuem um senso crítico e que desejam repensar a história que nos sido contado desde muito tempo. “Guia politicamente incorreto da história do Brasil” de fato é uma obra que rema contra a maré das unanimidades historiográficas de nosso país. É uma obra que rompe com qualquer vínculo com a ação do politicamente correto e da militância ideológica que impera nos nossos dias.










Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger