quarta-feira, 1 de junho de 2016

AS IGREJAS ESTÃO MORRENDO...

As igrejas estão morrendo! Isso parece forte, mas é um fato. É tipo uma pessoa com um vírus mortal incubado. Está lá, mas ninguém percebe. Acredito que isso esteja acontecendo porque as nossas igrejas não estão comunicando o evangelho e se relacionando efetivamente com as novas gerações. Igrejas fortes que prevalecerão, entendem a importância de se desenvolver um trabalho intencional com os mais jovens. As novas gerações se configuram como o maior desafio da igreja nos dias de hoje. Eu acredito piamente nisso. Diante desse desafio, enfrentamos um grande problema. O problema é que a maioria das igrejas não estão abertas aos jovens. Não os entendem. Não os acolhem. Não lhes dão voz. Num contexto geral, percebo sempre olhares enviesados quando algum jovem se destaca no exercício do seu ministério. Pastores jovens muitas vezes são vistos como "irreverentes", imaturos e irresponsáveis. Esse tipo de mentalidade é a prova incontestável de que a maioria das igrejas pararam no tempo e estão morrendo. Para neutralizar esse processo lento de mortificação, eu acredito que os mais velhos, assim como pastores mais maduros, precisam urgentemente estabelecer pontes com as novas gerações. Ler sobre eles. Ler o que eles leem. Ouvir o que eles ouvem. Se relacionar com eles. Acho que este é o nosso erro. Não se sabe nada sobre eles. A única coisa que se sabe fazer, muitas vezes, é criticá-los. "Essa geração é fútil...". "Eles são preguiçosos", e por ai vai. Tal ressalva se faz necessária: critica sem envolvimento não vale. Os mais jovens precisam ser amados, notados, valorizados e conhecidos! Siga o Cristo crucificado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger