terça-feira, 22 de março de 2016

MINHA CONFISSÃO...



Sem demagogia e hipocrisia, quero fazer uma confissão e também falar sobre o que penso sobre a atual conjuntura política de nosso país. Como todo bom brasileiro que anseia por justiça e por um país melhor, nos últimos dias, fui tomado por um forte sentimento de indignação. Confesso que deixei a emoção tomar conta e em muitos momentos me exasperei e até mesmo ataquei com posts carregados de criticas e de indignação, amigos e pessoas que apoiam o PT e que são contrários ao pedido de impeachment da presidente Dilma. Também confesso que me arrependi das minhas atitudes de amargura e indignação e coloquei a cabeça no lugar. Este é um momento delicado, de grande convulsão social em nosso país. É natural a emoção falar mais alto e dessa forma sermos levados pelos nossos instintos de justicismo. O grande perigo nesse momento, é deixarmos a razão de lado e trilharmos o caminho da POLARIZAÇÃO. É o famoso "eles contra nós". Ontem, assim como no último domingo, participei das manifestações contra o governo Dilma. Me assustei, em dado momento da manifestação (em Piracicaba), quando ouvi alguns manifestantes gritando: "No Brasil bandeira vermelha nunca mais". Não sou da esquerda, mas sinceramente acredito que a democracia confere liberdade para uma bandeira vermelha (assim como a qualquer outra bandeira) governar, desde que o faça com seriedade e justiça, dentro dos parâmetros estabelecidos por nossa Constituição. Somente após o meu "arrependimento", foi que consegui pensar claramente, deixando a emoção cega de lado. Essa POLARIZAÇÃO, me assusta. Tenho ouvido pessoas falarem em "morte", "cadáver", "violência" e "guerra civil'. O extremo chegou ao ponto de pessoas vestidas com camisetas vermelhas, serem violentadas publicamente. Gente: não podemos perder a sobriedade! Como cidadão tenho minhas convicções políticas e me considero uma pessoa engajada. Sou a favor das manifestações, do impeachment, e da saída do PT do poder. Até mesmo estive nas manifestações e as divulguei. Como cristão, a minha ideologia e o meu senso de justiça precisam estar submetidos ao evangelho. O evangelho é a justiça de Deus que nos leva a gritar contra toda impunidade e corrupção. O evangelho, mesmo em meio as nossas diferenças, nos une. Acredito que agora é tempo de resolvermos algumas coisas em nossos corações. É tempo de nos arrependermos de algumas atitudes. É tempo sim, de se manifestar e de gritar pacificamente contra a corrupção que grassa em nossa nação, mas também é tempo de nos unirmos e de nos respeitarmos como concidadãos. É tempo de fazer amigos e não inimigos. É tempo de crescer. É tempo de orar pelo Brasil e pelo povo. Siga o Cristo crucificado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger