sábado, 13 de setembro de 2014

A MINHA PAIXÃO PELOS CÃES!

Eu sou alguém que literalmente fui criado com os cães. Desde a minha mais tenra infância, estive envolvido com esses encantadores animaizinhos. Lembro-me dos cães que tivemos na antiga casa em que eu meus irmãos fomos criados. Cada um deles marcou uma fase da minha vida. O primeiro animal de que me lembro, era uma cadelinha vira-lata, conhecida e temida por sua ferocidade, a quem chamavámos de Madona. A Madona foi o primeiro cão com quem tive contato. Depois da Madona, vieram o Russo (um Goldem Retriever), o Boto (vira-lata de pêlo cor enegrecida), o Bingo (um simpático Terrier brasileiro), a Shenzi (Terrier brasileira marronzinha que viveu 15 anos), a Pitucha (vira-lata estilosa), a Calabresa (vira-lata, filha da Pitucha) e a Pipoca (vira-lata magrinha e atual representante dessa trupe). Como havia dito, cada animalzinho desses deixou uma marca indelével em minha vida. Não consigo analisar, lembrar e contar a minha história, sem associá-la a existência desses bichinhos encantadores. Foi por meio do contato com os cães que eu aprendi o valor do companheirismo. A morte se tornou uma realidade para mim, quando perdi o meu cãozinho Russo, aos 7 anos de idade. Com os cães, aprendi o valor da sinceridade nos relacionamentos. Esses bichinhos são sinceros e verdadeiros. Quando gostam de alguém, demonstram esse sentimento com afetuosidade espontânea. Se não gostam muito de uma pessoa, se afastam e evitam sua presença. Eu amo os cães! Gosto quando após uma viagem, sou recepcionado por eles com aquela típica lambida no rosto. Curto o cheirinho de filhotinho e me amarro na forma como expressam a sua personalidade (ou cachorricidade huhuhu). Não imagino um universo possível, sem a presença dos cães. Me entristeço ao ponto de chorar, quando os vejo abandonados, maltratados e machucados. Agradeço a Deus por ter criado esses animais maravilhosos, que são considerados os melhores amigos do homem. Viva os cães! Cuide bem do seu cãozinho. Siga o Cristo crucificado!

MINHA ENTREVISTA PARA O PROGRAMA "VIVA COM EXCELÊNCIA"

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

DEUS NÃO ESTÁ MORTO


Após ouvir muitas indicações pessoais de amigos na igreja, na faculdade e em outros círculos sociais, sobre o filme "God's Not Dead" (Deus não está morto), separei um tempo e o assisti. Confesso que as condições nas quais pude ver o tal longa, não foram as melhores. O fiz por meio de uma tela de "Notebook", numa madrugada fria de uma quinta-feira do mês de agosto. O longa "God's Not Dead" (Deus não está morto), é um filme de viés religioso, mas  que deve ser visto tanto por religiosos cristãos, quanto por não religiosos, com pelo menos um olhar de respeito. O filme se resume na história de Josh Wheaton, um jovem universitário, que no primeiro dia de aula, se vê desafiado diante de seus amigos, pelo professor de filosofia ateu, Radisson,  a defender a existência de Deus em resposta a afirmação do próprio professor, de que Deus estaria morto. O filme "God's Not Dead" (Deus não está morto), é um filme dramático e com muitas estórias de transformação. Indicado a todos os públicos, o filme se encaixa muito bem a estudantes cristãos que se encontram no ambiente universitário, como também a pessoas que se consideram atéias e agnósticas. Bom filme! Siga ao Cristo crucificado!
Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger