sexta-feira, 25 de abril de 2014

8 PRINCÍPIOS SOBRE NAMORO PARA GAROTAS

Deparei-me recentemente com uma foto minha e do Phill aos 20 e poucos anos quando estávamos namorando. Eu comecei a pensar sobre cada mínima coisa que sabia a respeito de relacionamentos, homens e casamento até agora. Fazendo uma lista do que eu contaria a  mim mesma naquela época, meu conselho começaria com um severo aviso para ficar longe de um homem com um mullet… mas novamente, eram os anos 90 – todo homem tinha um mullet ! Numa observação mais séria, estes são oito princípios que teriam evitado muita confusão e corações partidos naqueles tumultuosos dias de namoro. Espero que possam ajuda-la:

1. Repita depois de mim: “ Você é amada. ”Não estou brincando. Repita depois de mim. Em Voz alta, regularmente, com convicção. Essas são palavras simples para se dizer, mas possuem o mais profundo e ressoante impacto em nossas almas se simplesmente acreditarmos. Deus diz a suas filhas em Jeremias 31 : “Eu amei vocês com amor eterno, portanto Eu continuei minha fidelidade para com vocês.” Até que tenham provado o eterno, inabalável e redentor amor de Deus, afastem-se de olhar para um homem. Vocês podem terminar contentando-se com um amor que não preencherá o desejo do âmago do seu coração. Mesmo se você não estiver sendo procurada por um homem, você está constantemente sendo procurada por Jesus.

2. Você é menos bonita do que pensa e mais bonita do que acredita. Nossos pecados nos fazem ser feias. Nenhuma maquiagem, roupas, confidente ou paquera de fachada podem mudar esse fato. É preciso uma humilde e redimida mulher mudada por Deus para admitir a feiura do seu pecado e descansar sua beleza em Cristo. Nós devemos nos arrepender de nosso orgulho, nossa vergonha, nossa obsessão com o visual. Devemos acreditar e abraçar quem Deus nos fez para ser: lindas à Sua imagem. A verdadeira beleza emana de uma mulher que corajosamente e sem motivo de vergonha sabe que está em Cristo.

3. Considere o que controla você. Se é o medo, solidão, precisão de um homem, busca por aprovação, carreira dinheiro? Deixe o amor de Cristo controlar você. Preste atenção no que está controlando seu coração conforme espera por um encontro, um namoro, ou mesmo um casamento. Nós nos contentamos com deuses menores do que Aquele que morreu por nós e nos ama incondicionalmente.
“Pois o amor de Cristo nos constrange, porque estamos convencidos de que um morreu por todos; logo, todos morreram. E ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou.” ( 2 Coríntios 5:14-15).

4. Trate o que envolve seu pai. A maioria de nós os tem – feridas em nossos corações de nossos pais terrestres e suas falhas. Quer estivessem ausentes e não envolvidos, quer tenham sido abusivos e a abandonado, não deixe que eles definam em quem você acredita que seu Pai celestial seja. Mesmo que vocêtenha  um pai piedoso e protetivo, ele não é Deus. Você não está procurando por um clone do seu pai, ou um substituto dele em um homem. Você tem um perfeito Pai celestial. Deixe que a Escritura revele a você quem Deus é como Pai e que tipo de cuidado ele dá a suas filhas.
“Se vocês, apesar de serem maus, sabem dar boas coisas aos seus filhos, quanto mais o Pai que está no céu dará o Espírito Santo a quem o pedir!” (Lucas 11:13).

5. Charme e beleza não são um bom plano para um encontro. “A beleza é enganosa, e a formosura é passageira; mas a mulher que teme ao Senhor será. elogiada.” Provérbios 31:30
Constantemente, nosso grande esquema para prender um namoro é superficial. Colocamos grande pressão em nós mesmas para derramar nosso charme e sermos lindas onde quer que estejamos, sem perceber que um homem piedoso também estará preocupado com a beleza interior. Deus certamente está.

“Pelo contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranqüilo, o que é de grande valor para Deus.”  1 Pedro 3:4.Uma mulher que teme ao Senhor é uma que, apesar de seu desejo por um namoro, teme estar longe de Deus mais do está sentindo falta de um homem que facilmente a engana pelo exterior.

6. Perceba que você já está se submetendo – você está? Submissão não é somente para esposas. Deus exige um coração submisso agora, um que confia na provisão dEle e planos para sua vida, incluindo namorar. Em ultima instância, namorar, e tudo na vida, é sobre submissão, esperar e confiar em Deus e dizer como Jesus : “ Que não seja feita a minha vontade, mas a Tua”. Entretanto, isso não deixa você sem esperança, sem ajuda e paralisada no departamento de relacionamento. Uma mulher piedosa consegue expressar interesse amigável em um irmão em Cristo.
Tudo bem se associar – mas não manipule
Examine – mas não persiga. Deixe que ele tome a iniciativa
Se informe dos homens piedosos servindo Jesus a sua volta – mas nunca persiga. É assustador.
Cruze caminho com um homem que interesse você – mas não aborde-o.

7. Vista-se para matar…… seus desejos maus e os dele. Todas nós sabemos como é ser notada pelo que estamos vestindo. Nosso desejo de atrair atenção para nós mesmas é vaidade. Não faça propaganda enganosa se não está disponível para ninguém exceto seu marido. Não abra a porta para homens assumirem algo sobre você por causa do que o que você veste. Ajude seus irmãos em Cristo ao vestir-se modestamente e apropriadamente ( e de todas as formas puras, limpas e na moda!). Examine seu coração para o que motiva o seu vestir.

8. Guarde seu coração. Um coração que se guarda ainda é um assunto mesmo que ninguém esteja competindo por ele. Preste atenção pelo laço do “ pode ser” no “ Ele pode estar flertando comigo e eu me deixarei ser levada pensando sobre cada possibilidade ( leia-se casamento) que pode acontecer”. É totalmente possível honrar a Deus, você mesma e um irmão em Cristo em um encontro. Não o eleve ou o relacionamento ao lugar que somente Deus deveria estar no seu coração. Aproveite, não idolatre… e pelo amor de Deus, relaxe ! Um copo de café não necessariamente quer dizer que um anel de diamantes vai vir logo depois.
Como uma mulher solteira, dê seu coração completamente, totalmente, sem motivo de vergonha e devotadamente a Cristo somente. Seja ativa, vigilante e cuidadosa sobre o quanto do seu coração você dá a um homem. Seja capaz de se afastar de um relacionamento com seu coração totalmente intacto para que seu futuro marido não seja roubado disso na estrada que virá. Com espírito de oração considere o que, quando e quanto deixar para trás.
“Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda a sua vida” (Provérbios 4:23)
Por Jen Smidt

8 ANOS DE BETESDA: UMA HISTÓRIA...

Nunca me esquecerei da primeira vez em que me reuni com o grupo que fora o embrião daquilo que hoje é a Igreja Batista Betesda. Foi no ano de 2004, na casa de Neide e Neno, um dos casais fundadores da Betesda. A reunião fora realizada num domingo de manhã. Eu fui de acompanhante de Ricardo Capler, que na época ainda era seminarista da Igreja Batista do Parque Piracicaba. Após essa reunião o Espírito de Deus começou a guiar aquele pequeno grupo de pessoas (umas 10 no máximo). O Primeiro passo que deram foi a decisão de convidar o então seminarista da Igreja Batista do Parque Piracicaba, Ricardo Capler, para liderá-los. Após isso, deixarem de ser um ponto de pregação, para se tornarem uma Congregação da Igreja Batista do Parque Piracicaba. O culto de inauguração foi um marco histórico, realizado no primeiro salão da história da Betesda (salão esse marcado pela infra-estrutura precária, com pés de mamonas  por toda parte e blocos de tijolos prestes a despencar sobre a cabeça dos frequentadores). Após esse culto de inauguração, a Betesda começou a sua empreitada espiritual num contexto social cheio de desafios e contrariedades. Ricardo Capler, de seminarista, tornou-se pastor ordenado da Igreja Batista Betesda. Cheio de sonhos e projetos, esse jovem pastor, com sua também jovem esposa Eloane, iniciou o árduo processo de implementar uma visão eclesiástica naquela pequena comunidade. O sonho do jovem pastor, era liderar uma comunidade formada por grupos que se reunissem nas casas (chamadas células), onde a comunhão, o cuidado e a evangelização, fossem a sua marca distintiva. Com essa visão e propósito foi que a Igreja Batista Betesda floresceu. No ano de 2006, a Betesda passou por um processo de emancipação; tornara-se perante a Convenção Batista Brasileira (CBB), uma comunidade autônoma. Como era de se esperar, junto com a maturidade e a independência, vieram também os primeiros grandes desafios. O primeiro deles foi a mudança de salão. Aquele pequeno grupo inicial, de pouco mais de 10 pessoas, aumentou para 60 pessoas. Era necessário um lugar que comportasse mais pessoas para a realização dos cultos. Em 2007 a Betesda foi para o salão "azul", ainda nas instâncias do bairro Vila Industrial. Ali, aquela pequena comunidade, experimentou um grande crescimento espiritual e numérico. Os cultos de domingo a noite, já não comportavam mais pessoas. Diante daquela situação era necessário alguma decisão. Em vistas de sanar essa necessidade, foi que o pastor Ricardo Capler, tomou uma decisão arrojada e inovadora. A igreja passaria a realizar os seus cultos de domingo à noite numa escola do bairro. Foram seis meses de reuniões na escola "Benedito de Andrade" no bairro Mario Dedine. Nessa época, a igreja cresceu como nunca. Tornou-se mais unida, mais compacta. Passados três meses, mais uma medida de urgência fora tomada. A igreja passaria a se reunir desta vez numa creche no mesmo bairro. Foram mais seis meses de mudanças e muito trabalho. Após esse período, a Igreja Batista Betesda se instalou no seu atual salão de cultos na avenida Luis Ralph Benatti, no Vila Industrial. Muitas coisas aconteceram neste período da história da Betesda. Muitas pessoas se achegaram, outras se perderam e ainda muitas outras regressaram. A Betesda continuou sua caminhada... Caminhada essa que a levou a sua última mudança. No mês de fevereiro deste ano, a Betesda passou a realizar as suas celebrações da noite, no Clube Atlético Piracicabano. Sem sombras de dúvidas, essa última mudança inalgura a segunda etapa de suas história. Para aqueles que amam a Betesda, deixo o meu testemunho como uma figura ocular de sua trajetória.  Confesso que foi nessa comunidade que eu aprendi a viver o evangelho. Foi na Betesda que eu preguei o meu primeiro sermão. Foi nela que entendi o meu chamado. Foi ela que me enviou para o seminário teológico. Na Betesda eu aprendi a abrir o coração e também entendi o valor dos relacionamentos interpessoais. Amo essa igreja! Nela estou investindo os melhores anos da minha vida. Agradeço a Deus pela vida de Ricardo Capler, pastor sênior da Betesda. Nesses anos todos pude presenciar o seu amor e dedicação por essa comunidade. Deus honra a vida  e o ministério de homens submissos a sua vontade. Creio que ele tem feito isso com Ricardo Capler. Parabéns Igreja Batista Betesda pelos seus 8 anos de existência!
Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger