quarta-feira, 26 de junho de 2013

RELACIONAMENTOS TERMINAM...

Na vida não existe nada mais surpreendente do que os relacionamentos humanos. Os relacionamentos interpessoais seguem o caminho imprevisível da aleatoriedade. Assim como numa roleta russa, não sabemos o que acontecerá em nossos relacionamentos. Não podemos prever as ações e reações das pessoas. Podemos esperar paz e receber guerra. Podemos aguardar maturidade e ao invés disso receber infantilidade. Relacionamentos interpessoais são no sentido lato da palavra: relativos. Não são absolutos, ou seja: muitas vezes eles terminam. Infelizmente muitas pessoas desconhecem essa realidade e em sua ingenuidade, pensam que as relações interpessoais irão durar até o final de suas vidas. Por nutrirem tal ponto de vista a respeito dos relacionamentos, é que muitos se machucam quando se deparam com um termino de relacionamento. Relacionamentos são rompidos muitas vezes! Essa é uma realidade da vida! O segredo para viver bem em meio a eles é estar preparado para encerrá-los quando se encontram falidos. Parece um pouco estranho esse conceito, mas ele segue o caminho da maturidade e irá te ajudar a crescer como pessoa e a se relacionar melhor com os outros. Na minha pequena experiência, demorei muito para entender essa realidade que domina os relacionamentos interpessoais. Lembro-me que no ano de 2009, depois de muito pensar e repensar, tive de procurar uma pessoa (que por muito tempo considerei um amigo), e amorosamente terminar a nossa relação de amizade, que na verdade estava esgotada. Foi uma experiência dolorosa, que eu não gostaria que se repetisse. Mas na verdade, essa experiência me ajudou muito a crescer emocionalmente, e  também me preparou para próximos desencontros relacionais que eu haveria de enfrentar em anos posteriores. Com o conteúdo do que estou escrevendo, não quero dissuadi-lo da crença de que relacionamentos podem ser restaurados através do perdão. Creio na transformação dos relacionamentos. Afinal de contas, sou cristão. A fé em Jesus Cristo parte do pressuposto de que todo relacionamento humano pode ser iluminado pelo perdão que emana da pessoa de Jesus Cristo. Ao contrário, o que eu desejo através deste conteúdo, é despertar a sua consciência para a realidade de que relacionamentos interpessoais acabam e que precisamos estar preparados para formalmente encerrá-los. Pior do que finalizar relacionamentos, é viver relacionamentos arruinados. Se você quer crescer emocionalmente meio de ano, tome a decisão de encerrar relacionamentos defasados. Pegue o seu telefone ou o seu aparelho celular e ligue para essa pessoa que talvez esteja geograficamente longe ou marque um encontro e acerte os ponteiros. Comece o segundo semestre do ano, com maturidade e lucidez emocionais. Busque restauração para  relacionamentos que estão quase falidos, mas encerre aqueles que não mais existem. Siga o Cristo crucificado!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger