quarta-feira, 8 de agosto de 2012

BÍBLIA: ASSUNTO DO CORAÇÃO!

Lembro-me como se fosse hoje o dia em que ganhei a minha primeira Bíblia. Eu tinha dez anos de idade e foi no dia do meu aniversário. Quem me presenteou foi a minha mãe. Nunca me esquecerei daquela pequena Bíblia de capa preta, e também do momento em que a peguei nas mãos. Foi a partir daquela experiência que eu comecei a me familiarizar com esse livro que é o  mais enigmático e estigmatizado da história. A Bíblia (transliteração do termo grego “βίβλια” que significa: livros ou escritos) sem sombras de dúvidas é o livro mais discutido e estudado dos quais se têm notícias. As bases da civilização ocidental foram lançadas segundo os princípios ético-morais encontrados nas páginas da Bíblia Sagrada. Durante muitos séculos foram muitos os que tentaram neutralizar o seu poder transformador, como o imperador romano Dioclesiano, que no século IV ordenou que todos os seus exemplares fossem queimados. A Bíblia tem sido alvo de ataques dos mais diversos. Alguns teológos se ocuparam em sistematizar correntes de pensamentos que questionam a confiabilidade e veracidade dos relatos bíblicos. Segundo tais movimentos teológicos, a Bíblia é apenas literatura e por isso deve ser despida de toda abordagem sobenaturalista.  No século XVIII, o grande pensador francês Voltaire,  havia afirmado que dentro de um período de cem anos a Bíblia se tornaria um livro esquecido. Hoje a sua casa é ocupada pela Sociedade Bíblica de Genebra e a Bíblia é o livro mais vendido do mundo.  No século passado, mais precisamente no ano de 1981 a Academia Francesa de Ciências apresentou 51 “fatos” que supostamente refutavam a fidedignidade da Bíblia. Hoje nenhum desses “fatos” podem ser sustentados segundo o método crítico histórico-literário. A Bíblia passou por esses e por muitos outros ataques e ainda hoje continua sendo amada, apreciada e respeitada por milhões de pessoas em todo o mundo. A sua força e o seu poder de fascinação, encontram-se no cerne de sua mensagem. Diferentemente de qualquer outro compêndio bibliográfico, a Bíblia possui uma mensagem homogênea: de Gênesis à Apocalipse (do primeiro ao último livro da Bíblia) o enfoque é o amor de Deus pelo ser humano corrompido. Falar sobre a Bíblia, para mim é assunto do coração, pois foi através desse livro que eu espiritualmente me encontrei com Deus. Hoje sei quem sou, pois sei quem Deus é. Só pude conhecer a Deus por meio da leitura e meditação da Bíblia. Eu creio que a Bíblia é aquilo que a Teologia Cristã Ortodoxa a define: Palavra Inspirada por Deus ("theopneustos": soprada por Deus). Não pretendo através deste texto, provar a fidedignidade da Bíblia. Na verdade essa nunca foi a proposta dos autores bíblicos, tampouco a dos primeiros cristãos. A proposta da Bíblia é comunicar o amor que Deus tem pelo ser humano. Deus ama você! Você só poderá conhecer esse amor e suas implicações, por meio da leitura desse livro. Se você tem sede de um amor maior para a sua vida, tome a decisão de estudar a Bíblia. Faça isso com uma mentalidade aberta; livre ao livre-pensamento. Questione, compare e critique os relatos bíblicos. Use todas as ferramentas da crítica literária; mas faça isso com o desejo de encontrar a verdade.  A Bíblia tem o poder de agir como um espelho da alma; quanto mais a lemos e refletimos com seriedade sobre seus princípios, mais enxergamos e descobrimos quem realmente somos. Leia a Bíblia e abra o coração para a sua mensagem. Faça isso enquanto é possível! Siga o Cristo crucificado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger