quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

SAIA DA ESPIRIATOSFERA!

Umas das coisas que menos suporto na vida, são pessoas super-espirituais. Pessoas super-espirituais, são aquelas pessoas que tentam passar um “ar” de espiritualidade que não condiz com a realidade. Você conhece alguém assim? Bom, eu conheço muitas figuras como essas. Normalmente essas pessoas ficam contando suas experiências espirituais exagerando-as ao máximo. Para essas pessoas, a fronteira entre sagrado e profano ainda não foi rompida. Se você estiver diante de alguém assim e disser que gosta de ouvir "Guns N' Roses" ou que gosta de jogar “sinuca”, você será desprezado sutilmente através de um olhar atravessado. Estar diante desse tipo de gente é desagradável. Eu particularmente não consigo me conectar numa conversa se estou perto de um super-espiritual. Super-espirituais “espiritualóides” não ajudam em nada. Na verdade eles só atrapalham. Falam de uma espiritualidade que não vivem. A igreja está cheia deles. É fácil você encontrá-los lá. Eles estão sempre em busca de um novo pecado cometido, em vistas de subjugar e humilhar o pecador. A linguagem deles é regada de clichês e chavões “gospeis”. Para eles, o culto tem de ser uma benção; não pode ser “da hora”.  Você pode se tornar um "varão" de Deus, mas nunca um “cara” de Deus. Oração, é só aquela feita de joelhos e com os olhos fechados; sentado e com os olhos abertos, jamais. O problema desses irmãos “espiritualóides” é que eles não vivem na Estratosfera. Eles vivem na evangélica “Espiriatosfera” (a esfera onde tudo é arregimentado para o sagrado em detrimento do profano). Irmãos super-espirituais, Jesus Cristo rompeu a fronteira entre o sagrado e profano, de modo que tudo hoje é sagrado! Vocês não precisam encher de religião morta aquilo que se tornou sagrado para Deus. Tudo é espiritual! Tudo é sagrado! Saiam da “Espiriatosfera” e caiam na real. O mundo é mundo. Pecado não é estar no mundo mas, sim ter o mundo no coração. Sejam felizes, sorriam mais. Aprendam a apreciar o que há de bom na humanidade e em suas produções. Deixem a carranca de lado e assumam uma postura de alegria e excitação pela vida. Lembrem-se do que o discípulo João disse a respeito de Jesus: “Nele estava a vida, e esta era a luz dos homens” (Jo.1.3). Viva na esfera onde a vida é a fonte reguladora de toda ação e experiência. Siga o Cristo crucificado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger