terça-feira, 26 de julho de 2011

VALORIZE QUEM ESTA PERTO DE VOCÊ!



Certa vez Jesus disse que um profeta não tem honra em sua própria terra. Jesus disse isso baseado em sua própria trajetória de vida. Os galileus não o aceitaram, chamavam-lhe de Belzebu (o maioral dos demônios). Os evangelhos relatam que até mesmo os gregos queriam ouvi-lo, enquanto os judeus queriam matá-lo. Ele veio para os que eram seus, mas os seus não o receberam... Jesus sofreu na pele a rejeição dos mais próximos. Jesus nos advertiu quanto a isso. Nós, seres humanos, temos a tendência de valorizar sempre aquilo que nos é distante. Segundo o nosso ponto de vista, os pais dos outros são sempre mais legais que os nossos. Os amigos dos outros são mais fieis que os nossos. As outras igrejas são melhores que as nossas. Os pastores das outras igrejas são sempre melhores e mais amorosos que os nossos. A proximidade é o nosso aferidor de valores; quanto mais longe de nós,maior, e quanto mais perto, menor é a representatividade de uma pessoa. Jesus, o filho de Deus, foi um profeta sem honra. Ele mesmo nos alertou sobre essa triste realidade humana. Revelou-se aos homens, mas eles não o receberam, pois estavam olhando apenas para a sua embalagem humana; a sua aparência física, o seu sotaque, a sua ascendência, a sua cultura... Não olharam para o caráter do filho de Deus que estava diante deles. De igual modo aos religiosos da época de Jesus, impomos a desonra dos profetas sobre os mais próximos de nós e também a recebemos dos nossos entes mais queridos. Triste é essa realidade; ser desprezado pelos mais próximos. A comunidade que Jesus deixou aqui na terra (a igreja) foi formada com o propósito de quebrar esse paradigma de desonra aos profetas. Jesus disse que devemos amar uns aos outros. Os primeiros cristãos, na sua grande maioria, honravam os seus líderes mais próximos. O apostolo Paulo quando deu instruções ao seu jovem discípulo Timóteo, enfatizou a importância de valorizar os nossos mentores mais próximos. Ele disse: “Quanto a você, porém, permaneça nas coisas que a prendeu e das quais tem convicção, pois você sabe de quem o aprendeu”. (2° Timóteo 3.14). Precisamos voltar á prática dos primeiros cristãos: valorizar os mais próximos. Pois, o que muda as nossas vidas, não são as pessoas que nos ajudam estando longe de nós, mas sim aquelas que nos auxiliam estando perto. Pense agora nas pessoas que estão próximas de você. Você, devidamente tem valorizado essas pessoas ou vem comparando-as a pessoas distantes e desconhecidas? Você já agradeceu a esses que estão perto de você? Você os admira? As respostas que você der a essas perguntas podem definir o seu crescimento daqui a alguns anos. Valorize as pessoas que estão próximas de você. Fuja da síndrome da desonra aos profetas. Siga o Cristo crucificado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger