sexta-feira, 8 de julho de 2011

UMA GERAÇÃO "FAKE"

Seria difícil para aqueles que nasceram antes de 1990, imaginar, que um dia as redes sociais mais populares e acessíveis da sociedade, estariam na INTERNET. Hoje, a INTERNET possui um conglomerado de redes sociais on-line. Twitter, Facebook, Sonico, Myspace, Linkedin, Flickr, Msn e outras. Nessas redes sociais encontram-se 29 milhões de brasileiros por mês. É difícil encontrar alguém que não seja adepto dessas comunidades virtuais. Elas caíram na graça até mesmo dos mais idosos. Hoje é muito comum ver pessoas se conhecerem e se relacionarem afetivamente através dessas comunidades. As redes sociais da INTERNET, trazem muitos benefícios. Antigamente, para se comunicar com alguém que se encontrasse geograficamente distante, era necessário enviar um e-mail ou lhe fazer uma ligação telefônica a longa distância. Numa rede como o Orkut ou Facebook, você pode encontrar os seus amigos espalhados pelo o mundo e conversar on-line com eles. Outra comodidade que as redes sociais nos proporcionam, é a interação entre anônimos e famosos. Hoje você pode receber informações de pessoas famosas a cada minuto pelo o seu celular, através do Twitter. Juntamente com esses benefícios, há muitos malefícios advidos dessas redes circulando por aí. No dia 8 de junho de 2009, a revista Veja publicou como matéria de capa a reportagem “Sozinhos.com?”. Segundo essa matéria, oito em cada dez brasileiros on-line que freqüentam sites de relacionamentos, sofrem de solidão emocional. As redes sociais estão formando pessoas solitárias e medrosas. Conheço alguns jovens viciados no Twitter e no Facebook, que não conseguem conversar olhando nos olhos. Parecem estar amedrontados e perturbados por alguma coisa, a exemplo daqueles viciados em crack que comumente vemos nas ruas.  A meu ver, as redes sociais on-line, estão contribuindo para a formação de uma geração “Fake” (falsa). Todos os dias quando acesso o meu Facebook ou o meu Twitter, vejo quanta mentira é exposta, como se fosse verdade. Pessoas que “curtem” os status umas das outras apenas por conveniência e "média". Pessoas que nunca leram um livro, expõem uma imagem de intelectualidade através de suas postagens. Frases carregadas de superficialidade são soltas como sendo cheias de profundidade. Há alguns que chegam as raias de fazer chantagens emocionais, não comentando ou “curtindo” o status de pessoas que consideram estar em falta por causa de alguma atitude inadequada. Essa é a geração “Fake”. Todo mundo doente de tristeza, mas exibindo uma imagem de euforia. Todo mundo se odiando, mas falsamente se amando numa arena on-line. Todo mundo com embalagens bonitas, mas sem conteúdos. Não quero fazer parte de uma geração assim! Quero contribuir para a formação de uma geração que irradie vida. Sei que a construção de relacionamentos interpessoais que acontecem longe de um teclado de computador, é o caminho para a formação de uma nova geração. Jesus Cristo nunca condenou as invenções humanas. Qualquer rede social da INTERNET pode ser utilizada como uma ferramenta a serviço do Reino de Deus. Não quero condenar o uso das redes sociais. Eu mesmo sou um “facebookeiro” inveterado. O que eu quero, é pensar de forma autêntica, sobre os desdobramentos que ocorrem numa geração que possui as redes sociais on-line como único caminho para experimentação de relacionamentos interpessoais. Pondere como você tem se portado diante das suas amizades. Você tem se tornado “Fake”, ou tem se tornado alguém como Jesus Cristo? Essa é a hora da mudança! Deixe de ser “Fake”. Seja uma pessoa verdadeira nos seus relacionamentos. Atualize o status da sua vida nas páginas da Bíblia. Faça isso antes que seja tarde. Pois tudo se resume na pergunta do apóstolo Pedro: “Visto que tudo será assim desfeito, que tipo de pessoas é necessário que vocês sejam? (2°Pedro 3.11ª). Sejamos verdadeiros e íntegros, sem mascarás nos nossos relacionamentos. Siga o Cristo crucificado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger