domingo, 24 de julho de 2011

FOME DE PÃO OU FOME DE JUSTIÇA?



Nessa última sexta-feira, dia 22 de julho de 2011, estive com os jovens da Igreja Batista Betesda, na “Noite do agasalho”, evento realizado com o propósito de auxiliar os mendigos de Piracicaba. Estar com aquelas pessoas foi uma experiência marcante para todos nós. Tivemos a oportunidade de conhecer e conversar com pessoas muito especiais e amorosas. O impacto dessa visita, não decorreu do assistencialismo que fizemos, mas sim do amor que recebemos daqueles homens, moradores de rua. A cada abraço e a cada aperto de mão que recebíamos, podíamos enxergar a pessoa de Jesus Cristo. Jesus estava ali na presença daqueles moradores de rua. Eu senti Jesus no abraço do Genivaldo e no sorriso do seu Antônio. Pude ver o bom humor de Jesus nas “gracinhas” do "Tevez" e nas interpretações teatrais do “Sombra”. Entendi um pouco mais da humanidade de Jesus, através das lágrimas do “Magrão” e do silêncio do Wender. Jesus se encontrava ali, e nós pudemos vê-lo. Que santa ironia; fomos ao encontro desses homens com a intenção de lhes apresentar Jesus Cristo, e no final das contas, eles é que nos apresentaram Jesus, através de suas vidas. No final de nossa visita, fizemos um grande círculo, para concluirmos com uma oração de agradecimento. Antes de orarmos, o “Magrão” pediu a palavra e disse uma frase da qual eu nunca mais me esquecerei. Ele disse:“Deem pão a quem tem fome, e fome de justiça a quem tem pão”. Com o impacto dessa frase, fomos todos embora para o aconchego de nossas casas. O impacto disso, ainda está pulsando no meu coração. Qual deve ser a maior fome do ser humano? Fome de pão ou fome de justiça? A partir de hoje decidi orar a frase do “Magrão”:“Senhor, ajuda-nos a dar pão para quem tem fome, e dê fome de justiça aos nossos corações que comumente só se saciam com pão”. Siga o Cristo crucificado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Blog · Design por Alves Alvin · Todos os direitos reservados - Copyright © 2014 · Tecnologia do Blogger